As principais habilidades de um CTO

As principais habilidades de um CTO

Nessa era de inovações, a tecnologia tem desempenhado papel fundamental.

Com isso, o cargo de CTO (Chief Technology Officer) passa a ser cada vez mais relevante para o sucesso de uma companhia.

Desde startups até empresas consolidadas no mercado, dadas as necessidades, é obrigatório preparo para lidar com a evolução tecnológica.

Um bom CTO precisa ter uma sólida base de conhecimentos, além de se manter informado e em linha com as atualizações do mercado.

Para isso, sempre se aprimorar, com cursos e especializações, é a melhor forma de garantir que os gestores se tornem profissionais melhores e mais completos.

Além disso, outras qualidades tornam o CTO mais preparado para a prática de sua função, que não se restringe a uma atividade técnica, tampouco meramente de gestão.

Conteúdo ocultar
1 O que é um CTO?
2 Quais são as atribuições de um CTO?
3 Quais habilidades um CTO precisa ter?
3.1 Proatividade
3.2 Perfil de liderança
3.3 Criatividade
3.4 Foco em segurança
3.5 Capacitação técnica
4 Quais as especializações indicadas para o CTO?
4.1 ISO 27000
4.2 COBIT5
4.3 ITIL V3
4.4 PMI
4.5 TOGAF
4.6 CISSP
O que é um CTO?
mulher com expressao de duvida
Na prática, o Chief Technology Officer (CTO) é um diretor técnico de tecnologia, responsável pelas ações relacionadas à infraestrutura tecnológica da companhia.

Apesar da sua extrema importância, não é um profissional encontrado em todas as empresas. Na maioria das vezes, o CTO está presente apenas nas empresas de TI.

Esse profissional tem um perfil voltado para questões técnicas, como desenvolvimento e suporte da tecnologia, ainda que, por vezes, seja confundido com o CIO (Chief Information Officer), além de gestor de talentos e pessoas.

A existência do CTO nas companhias dos mais variados setores, especialmente no ramo de TI, tem se mostrado fundamental na missão de obter a melhor performance das equipes, garantindo produtos e serviços de qualidade e com tecnologias atualizadas para o público.

>>Leitura Recomendada:
Gestão em TI: como ser grande profissional da área?

Quais são as atribuições de um CTO?
reuniao de trabalho entre tres pessoas
A função de CTO consiste em garantir que os sistemas de TI funcionem otimizada e corretamente, trabalhando para criar novos produtos e serviços para a companhia.

Em organizações menores, em que não existe a figura específica do CIO, o CTO também aglutina funções relativas ao trato das informações e capital intelectual da companhia.

Assim, a missão do CTO é a de transformar as metas estratégicas em realidade, colocando-as em prática ao dirigir o desenvolvimento de soluções tecnológicas e científicas em qualquer setor do mercado, evitando problemas técnicos na prestação de serviços e/ou no desenvolvimento de novos produtos da empresa.

É importante lembrar que, nos últimos tempos, isso tem sido aplicado em qualquer área que necessite de otimizações e inovação nas suas práticas para se manter à frente do mercado, contrariando o pensamento retrógrado que considerava ser o CTO um profissional necessário apenas em empresas de TI.

>>Leitura Recomendada:
A importância da comunicação em Projetos de TI

Quais habilidades um CTO precisa ter?
mulher de terno segurando um computador
Entre as principais características desejadas por recrutadores para o cargo de CTO, as mais comuns são:

Proatividade
A inovação e criatividade são temas constantes no mercado de tecnologia, para que se possa transformar a realidade do mercado de forma competitiva.

Assim, é fundamental que o CTO seja alguém proativo e inconformado com uma realidade que não favoreça o crescimento.

Pesquisar, buscar novas oportunidades e estar sempre atento às atualizações do universo tecnológico são vivências rotineiras na vida desse profissional.

Perfil de liderança
Como o posto envolve a direção de equipes, inovação e implementação de novas práticas, ter um perfil de liderança é fundamental para ser bem-sucedido.

É necessário ser um bom guia para a equipe visto que, em muitos casos atualmente, o setor de TI é um dos principais da companhia.

De forma prática, um profissional com esse perfil terá habilidades para identificar erros, proporcionar harmonia entre as relações da equipe, estimular talentos, além de dar feedbacks positivos para tarefas bem executadas.

Criatividade
Para ser um CTO de sucesso é importante, além de tudo, ser um profissional criativo e engenhoso.

Assim será muito mais fácil encontrar diferentes soluções para os problemas que surgirem, garantindo que todas as tarefas sejam feitas dentro do prazo e qualidade necessários.

A curiosidade e a habilidade de se adaptar são características positivas para esse cargo.

Foco em segurança
O CTO de uma companhia sabe o quão essencial é a proteção dos dados da companhia e de seus clientes de forma adequada.

É imprescindível ter foco na segurança da informação, tornando seus sistemas e operações à prova de uma realidade de invasões e cyber ataques.

Capacitação técnica
A capacitação técnica exigida para um chefe de tecnologia varia conforme a necessidade da empresa.

São diferentes as habilidades necessárias para o desenvolvimento de sistemas web, mobile nativos ou híbridos, por exemplo.

Entretanto, o requisito considerado essencial é o conhecimento de diferentes linguagens de programação, ferramentas e recursos tecnológicos.

Por último, é importante ter experiência na área: ter participado do desenvolvimento de grandes projetos digitais e saber identificar necessidades e problemas garantirá um ótimo desempenho.

>>Leitura Recomendada:
Técnicas de Gestão em TI para reter e estimular talentos

Quais as especializações indicadas para o CTO?
homem de terno usando um notebook
Um bom CTO precisa de conhecimento para desempenhar suas atividades da melhor forma. Para isso, o melhor caminho é contar com cursos de formação e certificações. Vou sugerir alguns dos que considero os melhores.

Além deles você pode contar com outras certificações relevantes, que buscam garantir a capacidade de fornecer produtos e serviços aptos a atender às necessidades dos clientes da companhia, além de todos os requisitos legais envolvidos, aumentando a satisfação e confiança do cliente nos serviços prestados.


Vamos à lista:

ISO 27000
Sucintamente, a ISO 27000 é uma série de normas desenvolvidas com o intuito de fornecer uma estrutura útil para a gestão de segurança da informação em empresas de qualquer porte, sejam privadas ou públicas.

Essa certificação é útil, sobretudo, para aqueles que desejam ampliar seus conhecimentos sobre os termos empregados na segurança da informação e se preparar para a certificação ISO 27002.

>>Leitura Recomendada:
Leia nosso artigo sobre as certificações de TI mais requisitadas.

COBIT5
COBIT5 é o principal framework de negócio para a área de Gestão Empresarial e Governança de TI.

Assim, a certificação COBIT5 é voltada justamente para os profissionais de TI que desejam obter conhecimentos relacionados a esse campo.

A certificação relacionada a essa tecnologia pode ser fundamental na missão de aperfeiçoar o currículo do profissional e impulsioná-lo na participação de projetos de implantação de modelos de governança de TI em companhias.

ITIL V3
ITIL V3 é um conjunto de boas práticas de gestão de TI que reúne conhecimentos de grande importância para um CTO.

É a referência mais ampla, completa e bem-aceita sobre gestão de TI ao redor do mundo.

A certificação ITIL V3 traz ao profissional diversos conhecimentos a respeito de princípios, terminologias, conceitos e estruturas essenciais na área, fazendo com que essa seja uma certificação de grande prestígio na gestão de TI.

PMI
PMI é uma instituição que possui um programa de certificação em gerenciamento de projetos para profissionais do ramo de TI.

Para um CTO, é de grande importância contar com uma certificação desse tipo já que, além de demonstrar seu comprometimento com a área, é uma comprovação de que ele está apto a administrar projetos de software de maneira confiável.

Essa certificação é bastante aceita no mercado, visto que a PMI segue padrões de nível mundial, o que enfatiza a sua qualidade e fornece ao CTO um diferencial técnico que é fundamental em uma boa gestão de projetos.

TOGAF
TOGAF é, de modo sucinto, um padrão voltado para desenvolvimento de arquiteturas empresariais, gerenciado pelo The Open Group.

Para possuir a certificação nesse framework, o profissional precisa ser aprovado em dois exames, depois de participar de um curso de treinamento.

O grande reconhecimento e utilização nas principais empresas do mundo comprova o conhecimento do profissional certificado sobre importantes conceitos relacionados à metodologia e estrutura.

Isso a torna uma certificação essencial para a carreira de um arquiteto empresarial.

CISSP
Certified Information Security Systems Professional é uma certificação do ramo de segurança da informação cujo objetivo é reconhecer o nível de especialização do profissional em diversos fatores como: controles de acesso, criptografia, segurança de operações, desenvolvimento seguro de sistemas, entre outros.

É fundamental que profissionais líderes de projetos de software possuam sólidos conhecimentos em segurança da informação, tornando essa certificação indispensável para um CTO.


Por fim, para ser um bom CTO não adianta apenas ter conhecimento teórico e prático. Também é muito importante saber tratar com pessoas (colaboradores, superiores e mesmo fornecedores). O ponto de sucesso para um CTO é, antes de tudo, saber quem faz o que, da melhor forma e no menor tempo possível.