Wi-Fi 6 agora é oficial: veja detalhes do novo padrão de rede sem fio
5 250
(11) 96079-5867 contato@contrateumprogramador.com Logo Contrate um Programador

CONTRATE UM PROGRAMADOR

Desenvolvedor especialista em projetos sob medida, 15 anos de experiência, ótimo prazo, centenas de projetos entregues, parcelamos em 12x no cartão

WhatsApp
(11) 96079-5867

Wi-Fi 6 agora é oficial: veja detalhes do novo padrão de rede sem fio

A Wi-Fi Alliance anunciou nesta segunda-feira (16) a certificação do Wi-Fi 6. A organização, que desenvolve e regulamenta os padrões de rede sem fio, agora vai passar a testar e medir a qualidade de dispositivos que seguem as informações técnicas do novo padrão. Isso significa que futuros produtos que chegarem ao mercado com suporte à tecnologia devem entregar um nível mínimo de qualidade, garantindo as melhorias esperadas.
A versão, antes conhecida como 802.11ax, representa a nova geração de redes sem fio. O Wi-Fi 6 chega com a promessa de conexões mais eficientes e cerca de 40% mais rápidas, a ponto de permitir, inclusive, streaming de vídeos em 8K.

A medida é importante porque tem caráter oficial, mas não modifica de forma direta o que já está definido a respeito do Wi-Fi 6. Além disso, o anúncio não compromete os produtos que já estão no mercado e prometem compatibilidade com a tecnologia. Na prática, a grande diferença para o consumidor é que produtos lançados a partir de agora serão submetidos a testes para garantir a compatibilidade com o novo padrão, respeitando alguns parâmetros mínimos de qualidade.

O mercado já conta com alguns roteadores com Wi-Fi 6, além do Galaxy S10, da Samsung, primeiro celular a empregar a tecnologia. Os novos iPhones, revelados pela Apple na última terça (10), também oferecem Wi-Fi 6.

Além do salto em velocidade, chegando aos 9,6 Gb/s, o novo padrão agrega uma série de tecnologias que o tornam mais eficiente. Um exemplo é o suporte a múltiplos dispositivos por canal, além de uma nova geração do MU-MIMO, capaz de funcionar tanto em upload quanto em download.

No geral, essas novidades devem levar a redes sem fio cada vez mais ágeis e eficientes que, mesmo não alcançando as velocidades máximas indicadas na teoria, devem ter capacidade para transferir um volume maior de dados em diversas frentes ao mesmo tempo.